Presidente egípcio diz que nova Constituição do país vai garantir liberdade para todos

Mohamed Mursi diz que Constituição aprovada em referendo assegura igualdade dos direitos de todos os cidadãos egípcios.

Comentar
Compartilhar
29 DEZ 201220h40

Alvo de protestos e críticas, o presidente do Egito, Mouhamed Mursi, disse hoje (29) que a nova Constituição, aprovada em referendo, assegura a igualdade dos direitos de todos. Em discurso no Parlamento, ele reiterou a importância da legislação. "Todos são iguais perante a lei e nesta Constituição", disse. “[Haverá] liberdade para todos, sem exceções".

A nova Constituição foi aprovada em referendo por 63,8% dos eleitores. O Senado do Egito foi investido com poderes legislativos até que um novo Parlamento seja eleito em dois meses. A legislação foi criticada por não garantir os direitos das mulheres e limitar a liberdade de expressão e de culto.

Desde novembro, Mursi é alvo de protestos no Egito. A oposição marcou uma manifestação para o dia 25 de janeiro para protestar contra a nova Constituição.