Prefeitos assinam contratos de R$ 8,3 milhões com a Caixa

São Vicente recebeu o maior aporte do total de recursos

Comentar
Compartilhar
17 FEV 201319h31

Prefeitos da Baixada Santista e Vale do Ribeira assinaram, ontem, na sede da Superintendência Regional da Caixa Econômica Federal (Caixa), em Santos, 33 contratos de repasse de verba da União no valor de R$ 8.359.204,26. Os recursos são destinados para 13 municípios: Santos, São Vicente, Praia Grande, Cubatão e Bertioga, na Baixada Santista; Registro, Itariri, Iguape, Jacupiranga, Miracatu, Sete Barras, Eldorado e Cajati, no Vale do Ribeira.

São Vicente recebeu o maior aporte do total de recursos. O prefeito Tércio Garcia assinou três contratos que totalizam R$ 1,6 milhão. O primeiro contrato destina R$ 150 mil para o Banco de Alimentos -- que será inaugurado dia 22 de janeiro próximo --, o segundo no valor de R$ 975 mil será investido na construção de um parque com quadras poliesportivas, no campo do antigo Beija-Flor, na Vila Margarida, e o terceiro repasse de R$ 487.500 será usado na compra bicicletas cujas vendas ou locação serão subsidiadas para a população. De acordo com Tércio, ainda no primeiro semestre de 2009 será iniciada a construção do complexo esportivo e a compra das bicicletas.  

Segundo a gerente regional de Negócios Governo e Judiciário da Caixa, Renise La-Cava Veiga Gomes, os recursos são frutos de emendas dos deputados federais Beto Mansur e Márcio França, que representam a Região no Congresso Nacional. A verba só é liberada após a apresentação dos projetos executivos das obras pelas prefeituras.

O secretário de Governo de Santos, Márcio Lara, que representou o prefeito João Paulo Papa, ontem, Santos receberá da União R$ 1 milhão: R$ 400 mil serão destinados à construção de unidade de atenção especializada em Saúde, que deverá atender à Seção Núcleo de Atenção ao Tóxico-dependente (Senat); R$ 400 mil irão para um equipamento comunitário de Assistência Social e R$ 200 mil serão investidos em obras de infra-estrutura urbana na Zona Noroeste. No Vale do Ribeira, Iguape é a cidade que receberá mais recursos. Serão assinados seis contratos no valor de pouco mais de R$ 1 milhão.