PPS convoca militância para participar de manifestações

A nota diz que "o partido irá às ruas defender fim da corrupção sistêmica na Petrobras, na Receita Federal e em quase toda a estrutura do governo"

Comentar
Compartilhar
11 ABR 201522h59

A liderança nacional do PPS divulgou neste sábado uma nota convocando os militantes do partido a participarem das manifestações previstas para hoje, 12, contra o governo da presidente Dilma Rousseff. A nota, assinada pelo presidente nacional da legenda, o deputado Roberto Freire (SP), disse que "o partido irá às ruas defender fim da corrupção sistêmica na Petrobras, na Receita Federal e em quase toda a estrutura do governo".

O líder do PPS na Câmara, Rubens Bueno (PR), reforçou o pedido de Freire, afirmando que "as manifestações têm caráter profundamente democrático". Eles disseram que participarão dos atos em previstos para ocorrer em São Paulo e em Curitiba. "Como cidadãos e filiados, os militantes do PPS devem participar dos atos políticos contra o desmantelo deste governo", disse Bueno.

Manifestações estão previstas para acontecer durante todo o dia de hoje (12) (Foto: Matheus Tagé/DL)

A nota do PPS também registrou o parlamentarismo como "solução permanente" para a crise política no modelo presidencialista. Freire apresentou moção de apoio à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que trata do tema e tramita na comissão do Congresso sobre a reforma política.