X

Política

Por Bolsonaro, evangélicos vão a culto com camiseta do Brasil

A fonoaudióloga Cristiana Goudart, 42, era outra que vestia verde e amarelo. "Decidi vir assim para representar o país", explicou. "Meu candidato é o Bolsonaro, pelos valores que ele têm."

Folhapress

Publicado em 28/10/2018 às 15:21

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Evangélicos foram à cultos e encontros hoje trajados com camisas do Brasil. / Divulgação/FP

"A gente só coloca camisa do Brasil em jogo de futebol, queria homenagear o país", diz o repositor de supermercado Fábio da Silva, 35, com a Bíblia na mão esquerda.

Ele foi um dos que, na manhã deste domingo (28), foi ao culto da sede da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, na zona norte do Rio de Janeiro, vestindo a camiseta da seleção brasileira para representar o país e seu candidato, Jair Bolsonaro (PSL).

"Vou votar nele com certeza, não é porque meu pastor apoia, mas porque eu acho que é certo. Não dá pra votar em quem defende o aborto, é como colocar uma arma na barriga da mulher. E estão querendo sexualizar as crianças", afirma Fábio na saída da igreja, antes de votar.

O templo é comandado pelo pastor Silas Malafaia, que neste domingo não fez o culto, mas pegou o microfone e falou com os fiéis ao final: "Vamos continuar orando pela nossa querida nação, para Deus dar dias melhores ao povo brasileiro. Nós somos cidadãos do céu, mas também da terra", disse ele, que é defensor enfático de Bolsonaro nas redes sociais.

A fonoaudióloga Cristiana Goudart, 42, era outra que vestia verde e amarelo. "Decidi vir assim para representar o país", explicou. "Meu candidato é o Bolsonaro, pelos valores que ele têm."

"Acho que nem pode vir de camiseta, né?", pergunta o 2º sargento do Exército Márcio Freitas, 48. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu neste ano que eleitores podem usar blusa ou adesivo do seu candidato, desde que se manifestem de forma individual e silenciosa. Camisetas do Brasil, porém, nunca foram barradas.

"Vou votar em Bolsonaro, então vim com a camisa para concretizar isso. Vou votar nele porque sou militar, e a gente tá apoiando ele", explica Márcio enquanto uma menina corre na sua frente, também uniformizada.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Feira Santo Pet vai até este sábado, em Santos

Evento também conta com plantão de adoção da Coordenadoria de Defesa da Vida Animal (Codevida)

Cotidiano

Motorista enfrenta trânsito lento e congestionado nesta sexta-feira

Os motoristas que estão utilizando as rodovias da Região, enfrentam lentidão para chegar em seus respectivos destinos

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter