Papa envia projeto do Centro de Excelência à Câmara

A propositura será protocolada ainda hoje na Câmara Municipal

Comentar
Compartilhar
19 FEV 201322h08

O prefeito de Santos, João Paulo Tavares Papa, assina nesta sexta-feira, pela manhã, no 1º Seminário Cenep-Santos, o projeto de lei que cria o Centro de Excelência Portuária (Cenep). O Cenep será voltado para a capacitação de mão-de-obra e pesquisa científica e tecnológica. A propositura será protocolada ainda hoje na Câmara Municipal.

Segundo o secretário municipal de Assuntos Portuários, Sérgio Aquino, O Conselho de Administração Portuária (CAP) já baixou a resolução para a implantação do Cenep. O Centro é um projeto conjunto entre Prefeitura, CAP e Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp).

Aquino ressaltou que a partir da criação do Centro de Excelência, o primeiro passo será a requalificação de todos os trabalhadores portuários avulsos. O porto de Santos conta com nove mil. Num segundo momento o Cenep oferecerá também cursos de capacitação para os demais profissionais que atuam na atividade portuária e funções correlatas.

Outro projeto do Cenep, conforme o secretário, será o desenvolvimento do setor de pesquisa científica e tecnológica tornando a Cidade de Santos referência na atividade portuária e marítima.

De acordo com o secretário, a implantação do Cenep é obrigatória em todas as cidades portuárias e está prevista na Lei 8.630/93, de Modernização dos Portos. “O projeto é baseado no Centro de Treinamento do Porto de Antuérpia (Bélgica), que é referência na formação de trabalhadores e tecnologia, mas o nosso Centro de treinamento será adaptado à nossa realidade”.

Seminário

O 1º Seminário Cenep-Santos será realizado a partir das 8h30, na Associação Comercial de Santos, com a participação de cerca de 200 inscritos, entre trabalhadores, estudantes e representantes de instituições de ensino, poder público e entidades de trabalhadores e empresários do setor portuário.

Às 8h30 será feito o credenciamento; às 9 horas ocorre a abertura solene; 10h15 haverá o painel internacional; às 11 horas, o painel do poder público; 13h30, painel de entidades empresariais; 14h35, painel de entidades laborais; 15h20, painel de instituições de ensino; 17h20, pronunciamentos finais e 18 horas, o encerramento.