X
Política

Padilha defende Forças Armadas para 'evitar baderna' em protestos pelo país

Segundo o ministro, o governo federal está aberto ao diálogo, mas tem de estabelecer a ordem em casos de baderna

O ministro defendeu a atuação das Forças Armadas e da Força Nacional no Espírito Santo e no Rio de Janeiro / Fotos Públicas

Em meio a um cenário de confrontos nas ruas do país, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, defendeu nesta quinta-feira (9) que o poder público não pode permitir episódios de depredação e violência.

Segundo o ministro, o governo federal está aberto ao diálogo, mas tem de estabelecer a ordem em casos de baderna. O ministro defendeu a atuação das Forças Armadas e da Força Nacional no Espírito Santo e no Rio de Janeiro.

Na capital fluminense, manifestação nesta quinta-feira (9) de servidores públicos acabou em confronto com a polícia. Em Vitória, paralisação de polícias militares gerou onda de violência e de saques desde o início da semana.

"A questão da ordem e do progresso é o que está fazendo com que o governo federal esteja enviando ao Rio Grande do Norte, ao Espírito Santo e ao Rio de Janeiro as Forças Armadas e a Força Nacional para manterem a ordem e, com isso, garantir o progresso", disse.

O ministro afirmou que movimentos favoráveis à saída do presidente Michel Temer têm o direito de protestar, mas que devem ser contidos quando protagonizam episódios de "baderna".

"Nós tivemos aqueles movimentos de 'Fora, Temer', que ainda existe e é absolutamente normal nas democracias a gente ter contraposições. Isso é saudável até para ver o tamanho da discordância que a gente está tendo em relação às políticas do governo", disse.

"O movimento que quiser dialogar, dialogue. Mas o movimento que quiser fazer baderna a gente tem que colocar a ordem", acrescentou. O ministro participou nesta quinta-feira (9) de evento promovido pela Caixa Econômica Federal, em um hotel em Brasília.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Programa 'Conecta São Vicente' abre inscrições para Curso de Informática Básica

As vagas são limitadas e as aulas estão programadas para começar em 22 de agosto, com duração aproximada de quatro meses e carga horária total de 80 horas

Santos

Projetos ambientais recebem investimento para fortalecer ações em Santos

Três diferentes ações de projetos ambientais receberam um importante reforço para fortalecer suas atuações em Santos

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software