MPE analisa denúncia contra Kenny Mendes por pedido de votos em vídeo

A representação foi feita pelo servidor estadual Ernesto Donizete da Silva, que acredita que houve crime eleitoral

Comentar
Compartilhar
21 OUT 2020Por Carlos Ratton07h00
Kenny Mendes considera o caso um verdadeiro desperdício de tempo e dinheiro da JustiçaFoto: Divulgação

O Ministério Público Eleitoral (MPE) recebeu denúncia formal referente à iniciativa do deputado Kenny Mendes (Progressistas) de utilizar as redes sociais para pedir, expressamente, votos para a candidata à prefeita de Itanhaém, Cris Forssell (Podemos).

Dias atras, o parlamentar teria usado como argumento a liberação de verbas da Saúde para a cidade, localizada no Litoral Sul da Baixada Santista, causando repercussão negativa nas redes sociais a ponto do vídeo ser retirado do ar.

A representação foi feita pelo funcionário público estadual Ernesto Donizete da Silva, que acredita que o deputado cometeu crime eleitoral.

Se o MPE referendar a denúncia e ela se tornar ação, Kenny pode perder o mandato e Cris ter sua candidatura impugnada.

Donizete da Silva alega que Kenny infringiu o artigo 41-A da Lei nº 9.504/97, que impede a doação, oferecimento, promessa ou entrega, ao eleitor, com o fim de obter-lhe o voto, bem ou vantagem pessoal, inclusive emprego ou função pública.

No vídeo, Kenny deu a seguinte declaração: "tenho recursos reservados no valor de R$ 5 milhões para a saúde de Itanhaém. Mas eu preciso de uma favor da população. Que, no dia 15 de novembro, vote em 19, Cris Forssell para prefeita".

AO LADO.

Sem o menor constrangimento e com a candidata ao seu lado, ele ainda completou o recado. "Até porque eu preciso de uma pessoa em quem eu possa confiar aqui na Prefeitura para destinar esses recursos, que eu sei que serão muito bem utilizados para a população".

Segundo garante o funcionário público, não se trata de um ação de cunho pessoal contra qualquer um dos envolvidos.

"É de não permitir que 'crimes eleitorais' sejam perpetrados em nenhum momento, sobretudo no curso de uma pandemia mundial, e com o discurso de 'milhões de reais destinados à saúde' da cidade, com, em tese, o condicionamento a votarem na candidata Cris Forssel", afirma Ernesto Donizete.

KENNY.

O deputado Kenny Mendes considera um verdadeiro desperdício de tempo e dinheiro da Justiça. "Coisa mais sem pé nem cabeça. E ainda colocando palavras na minha boca. Em momento algum condicionei o envio a eleição dela, apenas dei a boa notícia para a cidade. E mesmo que o fizesse, o deputado tem total liberdade para enviar a emenda para onde quiser, amparado pela lei estadual", afirma.

Já sobre o fato de pedir votos, o deputado estadual afirma que está "pedindo para todos os meus candidatos e partidos coligados. Um direito democrático de todos que ainda não foi retirado de nós graças a Deus", afirma.

CRIS.

Procurada, A candidata a prefeita de Itanhaém, Cris Forssell (Podemos), não recebeu nenhuma informação oficial sobre qualquer denúncia ou processo judicial contra Kenny Mendes e, sobre o vídeo de apoio à sua candidatura, informa que constam informações em suas redes sociais.