Movimentos favoráveis e contrários a Lula convocam atos pelo país

A Frente Brasil Popular, formada por sindicatos e entidades da sociedade civil alinhadas ao PT, convocou atos para 44 cidades contra a prisão do petista

Comentar
Compartilhar
06 ABR 2018Por Folhapress11h12
Os manifestantes prometem fazer vigílias, passeatas e bloqueios de ruas e estradas, marcando o "Dia Nacional de Luta em Defesa da Liberdade de Lula"Foto: Roberto Parizotti/ CUT

A sexta-feira (6) será marcada por protestos contrários e favoráveis à prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), determinada pelo juiz Sergio Moro.

A Frente Brasil Popular, formada por sindicatos e entidades da sociedade civil alinhadas ao PT, convocou atos para 44 cidades contra a prisão do petista.

Os manifestantes prometem fazer vigílias, passeatas e bloqueios de ruas e estradas, marcando o "Dia Nacional de Luta em Defesa da Liberdade de Lula".

Haverá protestos em pelo menos 20 capitais. Em São Paulo, militantes se reúnem na avenida Paulista a partir das 17h. No Rio, o protesto acontece a partir das 16h na Cinelândia. Em Salvador, a manifestação será às 15h na avenida Antônio Carlos Magalhães.

Em Curitiba, onde Lula deve se apresentar à Polícia Federal até às 17h, a militância petista se concentra desde quinta (5) à noite na sede do PT-PR, no bairro do São Francisco, próximo ao Centro. Eles esperam orientações da executiva nacional para definir os próximos passos. Por enquanto, não marcaram protestos.

Já movimentos de direita como o Curitiba Contra Corrupção, UFPR Livre e Libra marcaram um ato para às 13h, em frente à sede da PF em Curitiba, no bairro de Santa Cândida, ao norte da cidade.

"Estamos esperando esse momento há muito tempo, venha celebrar conosco essa data histórica para a República de Curitiba!", diz o evento no Facebook.

O MBL (Movimento Brasil Livre) ainda decide se organizará uma manifestação própria ou se acompanhará os demais na PF.