Morre o ex-prefeito Maurici Mariano

O ex-prefeito de Guarujá lutava contra o câncer e faleceu, às 16h30 de ontem, na Capital paulista

Comentar
Compartilhar
02 MAR 201321h23

O ex-prefeito de Guarujá, Maurici Mariano, 67 anos,  faleceu às 16h30 de ontem, vítima de câncer, no Hospital Sírio-Libanês, na Capital paulista. Maurici deu entrada no hospital na segunda-feira devido a complicações renais decorrentes da doença. Ontem pela manhã, ele sofreu hemorragia cerebral e, no início da tarde foi diagnosticada sua morte cerebral, vindo a falecer poucas horas depois. O falecimento do ex-prefeito foi comunicado, em nota, pela assessoria de imprensa do hospital, às 19 horas.

O corpo do ex-prefeito foi liberado ontem à noite e será velado na Câmara Municipal de Guarujá a partir desta manhã. O enterro será no Memorial de Guarujá, na Vila Júlia. Maurici Mariano deixa a esposa Maria Regina Leal Mariano, quatro filhas e oito netos. O prefeito Farid Said Madi decretou luto oficial de três dias.

Trajetória Política

Foram 44 anos dedicados à vida pública. Um dos principais articuladores políticos da Região, Maurici iniciou sua carreira política aos 22 anos de idade, em 1962, como vereador, eleito pelo PTN.

Um dos fundadores do MDB na Cidade e líder do movimento que fundou o atual PMDB, Maurici assumiu o cargo de prefeito de Guarujá, pelo partido, em 1983, exercendo seu primeiro mandato como gestor do Executivo Municipal por seis anos.

Durante sua gestão ficou conhecido pela reforma urbanística que promoveu em Guarujá e no Distrito de Vicente de Carvalho. Militante das ‘Diretas já’, Maurici liderou o movimento, na Região, e a Marcha dos prefeitos para Brasília, que pressionava o Governo Federal a reforçar a autonomia dos municípios.

Em 1990, o ex-prefeito elegeu-se deputado federal. Sete anos depois Maurici iniciava nova gestão à frente da Administração Municipal, pelo PTB, sendo reeleito prefeito com 65% dos votos válidos, no ano 2000.

Como prefeito, no segundo mandato, assumiu a presidência do Conselho de Desenvolvimento Metropolitano da Baixada Santista (Condesb), quando deu início à implantação da informatização no atendimento do 190 pela Polícia Militar.

Maurici retornou ao PMDB e atualmente era presidente do diretório municipal do partido de Guarujá. No ano passado, ele se candidatou à deputado estadual, mas não foi eleito.