Ministro Edson Fachin manda investigar Michel Temer

Relator da Lava Jato na Corte máxima autoriza inquérito sobre suposto envolvimento do presidente na 'compra' do silêncio do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ)

Comentar
Compartilhar
18 MAI 2017Por Estadão Conteúdo14h21
Edson Fachin autorizou abertura de inquérito para investigar o presidente Michel Temer (PMDB)Edson Fachin autorizou abertura de inquérito para investigar o presidente Michel Temer (PMDB)Foto: Beto Barata/PR

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou nesta quinta-feira, 18, abertura de inquérito para investigar o presidente Michel Temer (PMDB), por suposto envolvimento em uma trama para ‘compra’ do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Em delação premiada, o empresário Joesley Batista, do Grupo JBS, diz ter gravado conversa com Temer na noite de 7 de março no Palácio do Jaburu.

A informação sobre o inquérito contra Temer foi divulgada pelo Jornal Hoje, da TV Globo.

Durante a reunião, segundo Joesley, Temer teria dado o aval para o pagamento de mesada milionária para Cunha, preso na Lava Jato desde outubro de 2016. “Tem que manter isso, viu?”, teria dito Temer.