X

Política

'Meu noivo chama-se Magno Malta', diz Bolsonaro

A afirmação foi feita em resposta à pergunta sobre se aceitaria ter um quadro como companheira de chapa a advogada Janaína Paschoal, que declarou apoio ao parlamentar na corrida presidencial.

Estadão Conteúdo

Publicado em 07/07/2018 às 13:19

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Bolsonaro também afirmou que pretende participar de todos os debates na televisão. / Fotos Públicas

O deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ), pré-candidato ao Palácio do Planalto, voltou a fazer um aceno ao PR, na esperança de amarrar uma aliança con a legenda para a corrida presidencial. Ao participar do programa Mariana Godoy Entrevista, na RedeTV, o parlamentar disse que ainda sonha em ter o senador Magno Malta (PR-ES) como vice.

"Meu noivo chama-se Magno Malta", disse Bolsonaro. A afirmação foi feita em resposta à pergunta sobre se aceitaria ter um quadro como companheira de chapa a advogada Janaína Paschoal, que declarou apoio ao parlamentar na corrida presidencial.

Bolsonaro aproveitou a entrevista para retomar críticas ao PT, a movimentos de sem-terra, às restrições ao porte de armas, à urna eletrônica e às restrições à obtenção de licenças ambientais. Ao mencionar especificamente a dificuldade de obtenção de licenciamento ambiental para grandes projetos, o deputado disparou: "Em certas coisa você tem que beirar a da informalidade."

Sobre como pretende lidar com Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) caso seja eleito, Bolsonaro prometeu coibir ao máximo as atividades do grupo. "Ações do MST têm que ser tipificadas como atos de terrorismo."

Bolsonaro aproveitou para avisar que pretende participar de todos os debates na televisão. De acordo com ele, esta será, inclusive, uma maneira de compensar a falta de tempo que terá no horário eleitoral gratuito.

O parlamentar defendeu uma desburocratização do País, que não dependa se aumento de impostos. Questionado sobre a montagem da equipe de campanha e de um eventual governo, ele disse haver "muita gente boa" aderindo ao projeto liderado por ele.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Nacional

Lula assina lei que regulamenta motoristas de aplicativo

Os motoristas vão passar a receber pelo menos um salário mínimo como proporção pelas horas trabalhadas e compensação pelos custos de atividade

Polícia

Atropelamento em Guarujá deixa três feridos e dois ficam em estado grave

O incidente ocorreu por volta das 23h40 e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi acionado

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter