Meirelles diz que medidas econômicas do governo começam a surtir efeito

O ministro da Fazenda citou o dado divulgado esta manhã pelo Caged sobre a criação de 59,8 mil vagas formais em abril

Comentar
Compartilhar
17 MAI 2017Por Agência Brasil04h30
Henrique Meirelles afirmou que as medidas econômicas do governo estão surtindo efeitoHenrique Meirelles afirmou que as medidas econômicas do governo estão surtindo efeitoFoto: Agência Brasil

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou ontem (16) que as medidas econômicas do governo estão surtindo efeito e atribuiu a isso “resultados melhores na economia”.

Meirelles citou o dado divulgado esta manhã pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, sobre a criação de 59,8 mil  vagas formais em abril. Também mencionou o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br). Divulgado na segunda-feira (15), o indicador mostrou crescimento de 1,12% da economia no primeiro trimestre.

“O Brasil já começa a reagir. Ainda vivemos os efeitos de uma recessão muito grande. Mas, apesar do desemprego ainda muito elevado, a boa notícia é que o país começou a crescer e o emprego começou a reagir”, disse o ministro a jornalistas após um encontro com empresários em Nova Lima (MG).

“A inflação, que até um ano atrás era próxima de 10%, agora fechou abril em 4,08%. Isso faz com que o poder de compra das pessoas aumente”, acrescentou.

Segundo Meirelles, a previsão do governo é que no último trimestre deste ano haja crescimento de 2,7% da atividade econômica na comparação com igual período de 2016. Ele destacou que a projeção de crescimento para o ano todo é menor, de 0,5%, mas trata-se de uma média global. “O crescimento que a população vai sentir é esse, de 2,7%”, afirmou.