X
Política

Marina Silva diz que 'nenhum perigo real ou imaginado' pode ameaçar democracia

A pré-candidata à Presidência também reafirmou sua posição de que o STF deve prezar pelo 'princípio republicano da igualdade de todos perante a lei'

Marina Silva costuma dizer que não pode haver dois pesos e duas medidas para a Justiça / Divulgação/Fotos Públicas

A pré-candidata à Presidência Marina Silva (Rede) afirmou nesta quarta-feira (4) que a declaração do general Eduardo Villas Bôas "pode levar a interpretações inadequadas para o bom funcionamento da democracia e das instituições".

O comandante do Exército manifestou nesta terça-feira (3), às vésperas do julgamento do caso de Lula no Supremo, repúdio à impunidade e disse que a instituição está atenta às suas missões institucionais.

"Reitero meu compromisso em defesa da liberdade e da democracia. Nenhum perigo real ou imaginado pode justificar que isso seja roubado dos brasileiros", disse a ex-senadora em uma rede social.

Marina reafirmou sua posição de que o STF deve prezar pelo "princípio republicano da igualdade de todos perante a lei". Ela costuma dizer que não pode haver dois pesos e duas medidas para a Justiça.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Neymar vence prefeitura de Santos em briga judicial

A Neymar Sport e Marketing tem como sócios Nadine Gonçalves e Neymar da Silva Santos, pais do atleta do Paris Saint-Germain e da Seleção Brasileira

Cotidiano

Santos cria coordenadoria para longevidade e une gerações por meio de gibi

Além do gibi, os estudantes das escolas municipais ainda terão vídeos e livros para a abordagem do assunto em sala de aula

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software