Maduro será empossado como presidente interino da Venezuela

O anúncio foi feito pelo presidente da Assem- bleia Nacional venezuelana, Diosdado Cabello

Comentar
Compartilhar
08 MAR 201311h24

A Assembleia Nacional venezuelana anunciou na noite desta quinta-feira (7), que o presidente interino, Nicolás Maduro, será juramentado, hoje (8), como presidente encarregado. A cerimônia está prevista para as 19h (20h30, no horário de Brasília).

O presidente da Assembleia Nacional, Diosdado Cabello, explicou que as medidas necessárias estão sendo tomadas para cumprir o conteúdo constitucional.

“A Constituição indica que se deve juramentar o vice-presidente Nicolás Maduro como presidente encarregado e, depois, ele pode convocar novas eleições presidenciais”, detalhou Cabello.

Algumas interpretações da Constituição definiam, que a função interina caberia ao presidente da Assembleia e não ao vice-presidente, no caso de falta absoluta do presidente eleito. As eleições presidenciais devem ser anunciadas para 30 dias, após a convocação de Maduro.

Cabello argumentou que a decisão foi tomada em conjunto com sua equipe de trabalho para dar continuidade ao mandato e ao desejo do chefe de Estado, Hugo Chávez. “Não pensávamos que teríamos uma falta absoluta, mas temos que fazer cumprir a lei”, disse o presidente da Assembleia.

 A cerimônia está prevista para as 20h30 desta sexta (8) e em seguida, Nicolás Maduro convocará novas eleições presidenciais (Foto: Divulgação)