X
Política

Kataguiri, do MBL, apresenta recurso ao Supremo contra voto secreto na Câmara

A peça será entregue ainda nesta segunda (14), dia em que Luiz Fux assumiu o plantão do STF, que está de recesso

Kim Kataguiri (DEM-SP), do MBL, preparou recurso ao STF para tentar modificar decisão a do ministro Dias Toffoli / Reprodução/Facebook

O deputado eleito Kim Kataguiri (DEM-SP), do MBL, preparou recurso ao Supremo Tribunal Federal para tentar modificar decisão a do ministro Dias Toffoli que garantiu o voto secreto na eleição para a presidência da Câmara.

A peça será entregue ainda nesta segunda (14), dia em que Luiz Fux assumiu o plantão do STF, que está de recesso. Presidente do Supremo, Toffoli entendeu que não cabia à corte intervir na votação de outro Poder. O regimento da Câmara prevê o voto secreto.

"Pouco importa se a matéria deliberativa é institucional -sobretudo quando se trata da Câmara dos Deputados, cujos eleitos representam a vontade do povo-, pois o princípio constitucional da publicidade dos atos administrativo deve ser aplicado a toda a Administração Pública", prega o recurso do deputado eleito.

"Todos os atos emanados da Câmara Federal devem passar pelos 'meios republicanos de controle', uma vez que nenhum dos atos daquela casa legislativa se esgota em seu âmbito interno", diz.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Rodas-gigantes deixam parques e passam para atração principal

São Paulo planeja ter sua própria roda. Expectativa é de funcionamento em 2022

Moto do Homem de Ferro chega por menos de R$ 30 mil às concessionárias

A Yamaha dá continuidade à parceria com a Marvel e lança a edição especial e limitada Homem de Ferro da naked MT-03

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software