John Kerry cobra cumprimento de acordos de paz de Minsk

O acordo, assinado em fevereiro, previa uma trégua para acabar com os conflitos no Leste ucraniano, entre forças de Kiev e separatistas pró-Rússia

Comentar
Compartilhar
13 MAI 201514h32

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, disse hoje (13) para os ministros dos Negócios Estrangeiros da Organização do Tratado do Atlântico do Norte (Otan) que chegou o “momento crítico” na crise na Ucrânia para que Rússia e separatistas cumpram plenamente os acordos de paz de Minsk (capital da Bielorrússia).

O acordo assinado em fevereiro pela chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e pelos presidentes da Ucrânia, Petro Porochenko; da França, François Hollande; e da Rússia, Vladimir Putin, previa uma trégua para acabar com os conflitos no Leste ucraniano, entre forças de Kiev e separatistas pró-Rússia.

John Kerry disse que chegou o “momento crítico” na crise na Ucrânia para que Rússia e separatistas cumpram plenamente os acordos de paz de Minsk (Foto: Brendan Smialowski/Associated Press/Estadão Conteúdo)

“Há um grande acordo entre os membros da Otan de que este é o momento crítico para a ação por parte da Rússia, dos separatistas, de se ter atenção aos acordos de Minsk”, disse John Kerry, após participar de um encontro com os ministros na cidade turca de Antalya.

O chefe da diplomacia norte-americana disse ter informado aos chanceleres da Otan sobre as reuniões mantidas com o presidente russo, Vladimir Putin, e com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Sergguéi Lavrov, no porto russo de Sochi, no Mar Negro.