X
Política

Janot diz que Temer deu aval a propina e queria Cunha 'controlado'

O ex-deputado já fez várias ameaças de 'abalar a República' com revelações sobre supostos crimes cometidos pelo alto escalão do governo

Rodrigo Janot, afirmou ao STF (Supremo Tribunal Federal) que houve anuência do presidente Michel Temer a pagamentos mensais de propina para o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha / Divulgação

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou ao STF (Supremo Tribunal Federal) que houve anuência do presidente Michel Temer a pagamentos mensais de propina para o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, preso na operação Lava Jato.

Além disso, o chefe do Ministério Público afirma que o presidente queria Cunha 'controlado'.

O ex-deputado já fez várias ameaças de 'abalar a República' com revelações sobre supostos crimes cometidos pelo alto escalão do governo.

A Procuradoria cita uma conversa gravada por Joesley Batista, um dos donos da JBS, em que o empresário afirma procurar manter boa relação com Cunha e ouve como resposta do presidente: "é, tem que tomar cuidado. É complicado".

Para Janot, Temer confirma nesse encontro a necessidade de o executivo continuar com a "boa relação" ao dizer "tem que manter isso, viu".

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Economia

Litro do leite já chega a quase R$ 8 reais em algumas cidades do Brasil

De acordo com o último levantamento do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o leite longa vida acumula alta de 29,28% nos últimos 12 meses

Brasil

Presidente de Portugal marca encontro com Lula antes de almoço com Bolsonaro, que se irrita

Na tarde desta sexta-feira (1º), Bolsonaro confirmou à CNN Brasil o cancelamento da agenda devido à reunião de Rebelo com o petista. "Resolvi cancelar o almoço que ele teria comigo, bem como toda a programação", afirmou o presidente

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software