Hugo Chávez viaja a Cuba para nova cirurgia e promete voltar

Pela primeira vez presidente venezuelano nomeou um eventual sucessor, seu vice Nicolás Maduro, em comunicado

Comentar
Compartilhar
10 DEZ 201215h10

Na madrugada desta segunda-feira (10), o presidente venezuelano, Hugo Chávez, embarcou para Cuba, onde passará por cirúrgia de emergência após sofrer uma recaída do câncer, que ele reconheceu poder encerrar seu governo de 14 anos.

Assessores disseram que o presidente, de 58 anos, apesar de tudo, estava otimista ao viajar para ser submetido a uma quarta operação desde de 2011 para um câncer na região pélvica não especificado.
 
No fim de semana, Chávez surpreendeu a Venezuela ao anunciar que novas células malignas foram encontradas, apesar de ele ter se declarado completamente curado no início do ano e de ter conquistado a vitória nas eleições presidenciais de outubro.
 
Chávez viaja a Cuba para cirúrgia de emergência, após comunicar à população venezuelana que talvez não tenha condições de tomar posse de seu novo mandato (Foto: Divulgação)
 
A partida do presidente no aeroporto de Caracas, noticiada pela emissora de TV Telesur em seu site na internet, aconteceu após uma longa jornada de manifestações públicas em apoio a Chávez, que pela primeira vez nomeou um eventual sucessor: o vice-presidente Nicolás Maduro.
 
No domingo, a Assembleia Nacional autorizou por unanimidade a saída de Chávez do país para ser submetido, em Havana, a uma nova cirurgia, que o próprio presidente classificou como arriscada. Se o líder socialista não puder cumprir o mandato, está prevista a convocação de eleições.
 
O aparecimento de células malignas na região pélvica, a mesma onde Chávez já foi operado anteriormente, levou os médicos a decidirem por uma nova cirurgia, cuja data não foi divulgada.

Colunas

Contraponto