X
Política

Hostilizado, prefeito se exalta e chama folião de 'filho de Lula'

Doria chegou à rua Padre Carvalho às 12h15 -não às 11h, como constava em sua agenda oficial- e ficou no bloco até 12h40

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), foi hostilizado durante sua passagem pelo bloco Pasmadinho, em Pinheiros (zona oeste da capital), no início da tarde deste sábado (25).

Quando já se preparava para ir embora, um folião gritou: "Volta pra casa, seu burguês de merda". Doria se exaltou e respondeu: "Filho de Lula".

Antes, um grupo já tinha protestado contra o prefeito. "Faz parte, tudo é Carnaval. Eu respeito muito pessoal do PT, os lulistas, os dilmistas. Não tenho problema algum", respondeu ele.

Doria chegou à rua Padre Carvalho às 12h15 -não às 11h, como constava em sua agenda oficial- e ficou no bloco até 12h40.

Cercado por seguranças, manteve distância do carro de som, onde havia a maior concentração de pessoas, e caminhou pela parte mais tranquila do desfile.

Junto com os protestos, famílias aproveitaram o encontro para bajular Doria. "Nunca vi um prefeito trabalhar tanto", disse um homem. Outra mulher falou que era "fã de carteirinha" do empresário. "Viva os coxinhas!", gritou ainda um folião.

"Acho ótimo. Os blocos de rua vão ser incentivados e até ampliados no ano que vem. Isso é muito saudável, só é preciso ter um pouquinho de regra para não haver prejuízo para as pessoas que moram nos bairros", afirmou o prefeito.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Polícia Civil desmonta laboratório de drogas em São Vicente

Durante ação em combate ao tráfico, equipe apreendeu grande quantidade de crack, cocaína, lança-perfume e maconha 

Santos

Condomínio é multado em mais de R$ 4 mil após zelador despejar tinta e atingir canal de Santos

Funcionário foi identificado pelas câmeras do CCO ao descartar a substância na rede pluvial na Praça Washington, no José Menino

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software