Habeas corpus em favor de ex-diretor da Petrobras é negado

Paulo Roberto Costa é suspeito de envolvimento com a destruição de documentos relacionados à operação Lava Jato, da Polícia Federal

Comentar
Compartilhar
28 MAR 201417h41

A ministra Regina Helena Costa, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), rejeitou um pedido de habeas corpus em favor do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, que está preso desde o dia 20. Costa é suspeito de envolvimento com a destruição de documentos relacionados à operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Em sua decisão, a ministra do STJ afirmou que o tribunal tem um entendimento pacificado de que não deve ser admitido habeas corpus quando a instância inferior da Justiça ainda não julgou o mérito do pedido. O Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região analisou e rejeitou um pedido de liminar. Conforme a ministra, o STJ só abre exceção "quando evidenciada a presença de flagrante ilegalidade".

A ministra Regina Helena Costa, do STJ, rejeitou um pedido de habeas corpus em favor de Paulo Roberto Costa (Foto: Agência Brasil)