'Há uma convergência crescente' em torno das medidas de ajuste fiscal, diz Levy

O ministro da Fazenda disse que a Bolsa de Valores vem tendo um desempenho mais favorável e que isso é uma demonstração de confiança na economia brasileira

Comentar
Compartilhar
05 MAI 201515h30

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, falou rapidamente com jornalistas após participar de reunião com o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), e líderes do governo no Congresso Nacional. Na avaliação do ministro, "há uma convergência crescente" em torno das medidas de ajuste fiscal, entre elas a MP 665, que altera regras do seguro-desemprego e está na pauta da Câmara dos Deputados desta terça-feira, 5.

"Tem tido um entendimento muito claro de que tem de ser mantida a integridade das medidas", afirmou. "É muito importante votar no Congresso o mais rápido possível o ajuste, para começarmos a medida além do ajuste".

Levy disse que a Bolsa de Valores vem tendo um desempenho mais favorável e que isso é uma demonstração de confiança na economia brasileira. "É por isso que a gente tem de votar as medidas que estão no Congresso o mais rápido possível, porque elas criam um novo ambiente", afirmou.

Levy não respondeu perguntas sobre o contingenciamento do orçamento deste ano.

Joaquim Levy falou rapidamente com jornalistas (Foto: Agência Brasil)