Grupo ligado a Bivar pedirá suspensão de Eduardo Bolsonaro hoje (20)

Segundo o deputado Junior Bozzella (PSL-SP), um dos mais próximos de Bivar, a direção executiva do PSL acatará a sugestão.

Comentar
Compartilhar
20 OUT 2019Por Folhapress11h33
Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro.Foto: Arquivo/Agência Brasil

Um grupo de deputados ligados ao presidente do PSL, Luciano Bivar, apresentará no domingo (20) ao partido uma requisição pedindo que Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, seja suspenso e levado ao comitê de ética da agremiação. A informação foi divulgado neste sábado pela colunista Mônica Bergamo.

Segundo o deputado Junior Bozzella (PSL-SP), um dos mais próximos de Bivar, a direção executiva do PSL acatará a sugestão.

"Nós agora temos uma missão: salvar o Brasil dos filhos do presidente", diz Bozzella. "Eles vão afundar o governo do pai deles e o país junto."

Segundo o parlamentar, Eduardo "passou de todos os limites" ao tentar derrubar o líder do partido na Câmara, Delegado Waldir, além de atacar o próprio partido e seus dirigentes em redes sociais.

"O país está parado há três semanas por causa dos problemas que eles criam. Eduardo quer ser tudo. E não consegue ser nada", afirma Bozzella.

"É quase embaixador, quase líder, está dando palpite na liderança do partido enquanto o assessor dele está com problema de rachadinhas de salários de funcionários [referindo-se à denúncia formalizada por um assessor contra o deputado estadual Gil Diniz, de SP]."