Geraldo Alckmin aceita ajuda do Governo Federal

O governador disse ainda que o governo estadual tem combatido o crime organizado

Comentar
Compartilhar
01 NOV 201213h04

O governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou que a ajuda oferecida pelo ministro da Justiça, José Eduardo Martins Cardozo, é “bem-vinda” para conter a crise na segurança pública em São Paulo.

Com o recrudescimento da violência no estado, que registrou pelo menos 65 homicídios na Grande São Paulo em dez dias, governo do estado e União estão trocando acusações.

O governo estadual diz que a violência cresce pela falta de controle nas fronteiras e o Ministério da Justiça afirma que o governo do estado não aceita ajuda federal.

“Toda ajuda é muito bem-vinda”, disse o governador, afirmando que já trabalha em conjunto com o Ministério. “Temos um bom trabalho de integração com a Polícia Federal. Trocas permanentes de informação”. 

O ministro ofereceu vagas nos presídios federais de segurança máxima para os criminosos de maior periculosidade. Em entrevista coletiva, Alckmin disse ainda que o governo estadual tem combatido o crime organizado.

O governador de São Paulo afirmou que a ajuda oferecida pelo ministro da Justiça é bem-vinda (Foto: Divulgação)
 
“Tem de vencer batalhas todo dia. Perseverar nesse trabalho: inteligência e prisão dos criminosos, dentro da lei. Todos vão ser presos”, afirmou o governador. que completou que a intenção do governo é “enfraquecer ainda mais essas organizações e colocar na cadeia, se for necessário, em regime disciplinar diferenciado e isolamento absoluto os líderes do crime”.

Colunas

Contraponto