X

Política

Filho de Bolsonaro defende aliado que rasgou homenagem a Marielle

O objeto era uma réplica não-oficial de indicação de rua no Rio de Janeiro e foi colocada sobre a da Praça Floriano, nome oficial da Cinelândia, onde fica a Câmara dos Vereadores

Folhapress

Publicado em 04/10/2018 às 15:10

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Rodrigo Amorim (PSL-RJ) é candidato a deputado estadual e aliado de Flávio. Ele disse que a vereadora era uma vítima como qualquer outra da violência no país e que seu ato era uma represália contra os grupos de esquerda / Reprodução/Instagram

O deputado estadual Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), filho de Jair Bolsonaro (PSL), defendeu o candidato Rodrigo Amorim (PSL-RJ) por ter rasgado uma placa feita em homenagem à vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada no início do ano.

Amorim é candidato a deputado estadual e aliado de Flávio. Ele disse que a vereadora era uma vítima como qualquer outra da violência no país e que seu ato era uma represália contra os grupos de esquerda.

O objeto era uma réplica não-oficial de indicação de rua no Rio de Janeiro e foi colocada sobre a da Praça Floriano, nome oficial da Cinelândia, onde fica a Câmara dos Vereadores.

"Foi um posicionamento ideológico. Na verdade, eles nada mais fizeram do que restaurar a ordem. Havia um placa de [praça] Marechal Floriano, o PSOL acha que está acima da lei e pode mudar nome de rua na marra.

Eles só tiraram a placa que estava lá ilegalmente", disse Flavio, que disputa uma vaga ao Senado.

O filho do presidenciável defendeu o ato por acreditar que a homenagem é 'ilegal'. Ele disse que foi um desrespeito a homenagem à Praça Marechal Floriano.

"Se o PSOL quer fazer uma homenagem para a Marielle, apresenta um projeto de lei, pede à Prefeitura para, ao construir uma rua, uma praça, botar o nome, dar homenagem a ela. Agora não pode cometer um ato ilegal como esse."

 

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Nacional

Armado com uma espada, homem invade hospital e ataca segurança; assista

Apesar do ataque, o segurança não ficou ferido e retirou o agressor da unidade médica

Cotidiano

Vacinação da gripe será antecipada para março

A estratégia costuma acontecer entre os meses de abril e maio, mas, neste ano, terá início no dia 25 de março, devido a uma "antecipação da circulação de vírus respiratórios"

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter