X
Eleições 2022

Fenômeno das redes, Janones lança candidatura a presidente e diz ser 'terceira via viável'

m dezembro, ele surpreendeu ao ter 2% na pesquisa do Ipec, o mesmo que João Doria (PSDB) e numericamente à frente de Simone Tebet (MDB) e Rodrigo Pacheco (PSD)

Ele afirma que sua campanha terá como centro a área social, com a defesa de um programa de renda mínima, nos moldes do popularizado pelo vereador Eduardo Suplicy (PT) / Divulgação/ Redes Sociais

Fenômeno das redes sociais, o deputado federal André Janones (MG) lança sua pré-candidatura a presidente pelo Avante neste sábado (29) no Recife (PE). Em dezembro, ele surpreendeu ao ter 2% na pesquisa do Ipec, o mesmo que João Doria (PSDB) e numericamente à frente de Simone Tebet (MDB) e Rodrigo Pacheco (PSD).

"Vamos andando passo a passo. A meta é chegar a 7% em maio e estar em terceiro lugar em agosto", diz Janones, que tem 13 milhões de seguidores em redes sociais e costuma fazer lives que chegam a 20 milhões de visualizações.

O deputado diz que iria buscar novo mandato, mas que a pesquisa o animou. Ele afirma não ter ideologia definida, além de ser um "democrata". "Em alguns momentos a solução vai estar na cartilha da direita, em outros na da esquerda", afirma.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.


Ele afirma que sua campanha terá como centro a área social, com a defesa de um programa de renda mínima, nos moldes do popularizado pelo vereador Eduardo Suplicy (PT). Ambos, inclusive, devem conversar em breve.

Janones também já conversou com o ex-ministro Sergio Moro (Podemos) e recebeu acenos de interlocutores de Lula. Mas diz que sua candidatura presidencial é irreversível. "Sou a terceira via viável", diz ele.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Semana do Brincar em Santos começa neste domingo com atividades para a família na orla

De 23 a 26 de maio, várias atividades serão realizadas nas escolas municipais

Polícia

Caçada a Cupertino teve campana em velório e fuga em caminhão de melancia

Polícia Civil usou um leque variado de estratégias de investigação na caçada do empresário acusado de matar o ator de Chiquititas Rafael Miguel e os pais

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software