X
Política

Falta de quórum na Câmara impede leitura do parecer da CCJ que rejeita denúncia

Como apenas 24 parlamentares registraram presença na Casa, a sessão não pôde ser aberta e essa leitura foi adiada para segunda-feira, 17, último dia antes do recesso parlamentar

Falta de quórum na Câmara impede leitura do parecer da CCJ que rejeita denúncia / Divulgação

A base aliada do governo não conseguiu manter 51 deputados em Brasília, nesta sexta-feira, 14, para fazer a leitura do parecer aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que recomenda a rejeição da denúncia contra o presidente Michel Temer.

Como apenas 24 parlamentares registraram presença na Casa, a sessão não pôde ser aberta e essa leitura foi adiada para segunda-feira, 17, último dia antes do recesso parlamentar.

A leitura é uma das etapas necessárias antes da votação no plenário, marcada para 2 de agosto. Somente depois de ser lido, o parecer poderá ser publicado no Diário Oficial da Câmara e o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), será notificado para que possa incluir a denúncia na pauta de votação.

"Fazendo essa leitura é o prazo que se tem para intimar, inclusive, o presidente Michel Temer para esse processo estar maduro para ir a plenário. Então esse rito precisa ser cumprido até para um eventual questionamento", disse o deputado JHC (PSB-AL), que é terceiro-secretário da Câmara.

 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Itanhaém

Audiência pública discute propostas sobre zoneamento urbano em Itanhaém

Empresa Geo Brasilis apresentou informações técnicas sobre as características do município

Saúde

Ocupação de leitos de UTI de Covid-19 só aumenta na Baixada Santista

Região ainda não teve um único dia de diminuição de leitos ocupados durante todo o ano de 2022 segundo Seade

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software