X

Política

Equipe do Sírio-Libanês vai atender Bolsonaro em Juiz de Fora

Os médicos afirmaram que até amanhã (7) de manhã ele não deve ser transferido para outro hospital

Agência Brasil

Publicado em 06/09/2018 às 21:44

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Os médicos afirmaram que até amanhã (7) de manhã ele não deve ser transferido para outro hospital / Divulgação/Fotos Públicas

Uma equipe do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, deverá chegar ainda nesta noite à Santa Casa de Juiz de Fora (MG) para verificar a situação do candidato Jair Bolsonaro. Os médicos afirmaram que até amanhã (7) de manhã ele não deve ser transferido para outro hospital.

Segundo a equipe, o político ainda não está em um quadro adequado para a transferência, mas a mudança é uma decisão que a família deve tomar desde que ele tenha condições clínicas de ser transportado.

O candidato foi atingido por uma facada no abdômen quando participava de ato de campanha no município mineiro. Os médicos responsáveis pela cirurgia de Bolsonaro na Santa Casa não deram previsão de quanto tempo levará para ele se recuperar. “O que podemos falar é que a recuperação tem sido satisfatória na UTI. Mas não temos previsão do tempo de hospitalização, deve levar pelo menos de uma semana a 10 dias”, disse um dos médicos envolvidos no procedimento, Luiz Henrique Borsatto, em entrevista coletiva.

Logo após o ataque, no meio da tarde, o presidenciável foi levado diretamente para a Santa Casa. Segundo o médico Gláucio Souza, Bolsonaro chegou ao hospital em estado “muito grave” com pressão “muito baixa”. “Felizmente conseguimos conter a hemorragia a tempo”, relatou o profissional.

Com o golpe, Bolsonaro teve uma lesão em uma veia no abdômen, três perfurações no intestino delgado, uma lesão grave no intestino grosso e uma lesão transfixante grande. “Nós optamos por fazer uma ressecção do segmento e confeccionamos uma colostomia. Fizemos essa conduta dada a gravidade do paciente, e as lesões graves foram identificadas e tratadas durante a cirurgia”, afirmou Souza.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde Pública

Itanhaém faz bloqueios para combater mosquito da dengue

Marinês explica que o setor está intensificando os bloqueios nos bairros onde tem os criadouros e nos locais onde há casos confirmados e suspeitos de dengue

Negou

Ex-prefeito Bili garante que não houve dolo e que vai recorrer de decisão

O juiz Leonardo de Mello Gonçalves, da Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), condenou o ex-prefeito Luis Cláudio Bili Lins da Silva por improbidade administrativa e dano ao erário

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter