X
Política

Em rede social, Bolsonaro agradece 'palavras' de Haddad

Um dia após a vitória do candidato do PSL, o petista desejou sucesso e boa sorte ao presidente eleito

Bolsonaro no momento do voto no domingo (28) / Divulgação/Fotos Públicas

O presidente eleito Jair Boslonaro (PSL) respondeu, via rede social, o agradecimento de seu adversário no segundo turno, o petista Fernando Haddad.

"Senhor Fernando Haddad, obrigado pelas palavras! Realmente o Brasil merece o melhor", escreveu Bolsonaro no Twitter, em resposta a um pronunciamento feito por Haddad, pouco antes, na mesma rede social.

Mais cedo, nesta segunda-feira (29), um dia após a vitória de Bolsonaro, Haddad desejou sucesso e boa sorte ao presidente eleito.

"Presidente Jair Bolsonaro. Desejo-lhe sucesso. Nosso país merece o melhor. Escrevo essa mensagem, hoje, de coração leve, com sinceridade, para que ela estimule o melhor de todos nós. Boa sorte!", escreveu o petista.

Os dois nãos se encontraram publicamente durante a campanha já que Haddad não esteve nos primeiros debates porque o candidato da legenda era o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso em Curitiba.

No primeiro debate após a oficialização de Haddad como candidato do PT, que foi organizado pela TV Aparecida, Bolsonaro estava internado para se recuperar de um atentado a faca que sofreu enquanto fazia campanha de rua.

No segundo turno, quando Bolsonaro teve alta, não houve debates. Bolsonaro cancelou sua participação nos encontros por motivo de saúde, mesmo com aval dado pela sua equipe médica no dia 18 de outubro -desde o atentado, ele usa uma bolsa de colostomia.

Com a ausência de encontros presenciais, Bolsonaro e Haddad chegaram a levar o debate, com troca de farpas, para o Twitter.

No dia 16 de outubro, após Bolsonaro ter sido elogiado pelo ex-líder da Ku Klux Klan (KKK), grupo racista dos Estados Unidos, David Duke.

Na ocasião, o bate-boca virtual começou com Haddad dizendo que a campanha de Bolsonaro tinha conquistado o apoio da KKK. Bolsonaro respondeu: "Recuso qualquer tipo de apoio vindo de grupos supremacistas. Sugiro que, por coerência, apoiem o candidato da esquerda, que adora segregar a sociedade. Explorar isso para influenciar uma eleição no Brasil é uma grande burrice! É desconhecer o povo brasileiro, que é miscigenado".

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

CAMPANHA

Destinação Criança: doações podem ser feitas até o final do ano

Interessados poderão ter abatimento na declaração de Imposto de Renda

Criança faz campanha para ajudar Fundo Social de Praia Grande

Miguel, de 8 anos, mobilizou parentes e amigos para juntar tampinhas de garrafas pet, que serão utilizadas para comprar cadeiras de rodas

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software