X
PLEITO

Eleitores paulistas dariam a vitória a Lula já no 1º turno, aponta pesquisa

Os números são da nova pesquisa Govnet/Opinião Pesquisa, encomendada pelo Diário do Litoral

Ao todo, 41,44% revelaram a intenção de votar em Lula / Montagem sobre fotos Ricardo Stuckert/DW e Marcelo Camargo/Agência Brasil

Apesar da histórica insatisfação e aversão nas últimas décadas da população de São Paulo aos governos do Partido dos Trabalhadores, o PT, em praticamente todos os setores, desde as Câmaras de Vereadores, Prefeituras e no Palácio dos Bandeirantes, a população paulista começa a despontar como um forte polo de eleitores para Luiz Inácio Lula da Silva em 2022 e pode ser um Estado chave para um eventual retorno do ex-presidente ao cargo máximo do Executivo brasileiro.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Seja em pesquisa espontânea, quando não são apresentados nomes aos eleitores entrevistados na rua, ou em entrevistas estimuladas, quando os candidatos são apresentados ao público, Lula (PT) lidera em ambos cenários com larga vantagem contra Jair Bolsonaro (PL), que tenta sua reeleição após vencer Fernando Haddad (PT) em 2018.

Os números são da nova pesquisa Govnet/Opinião Pesquisa, encomendada pelo Diário do Litoral e divulgada nesta quinta-feira (28) para as eleições que serão promovidas em outubro deste ano. Ao todo, 800 entrevistas foram realizadas com moradores de municípios do Estado de São Paulo entre os dias 20 e 25 de abril deste ano. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi cadastrada nos órgãos competentes com os registros SP-06919/2022 e BR-06625/2022.

Inicialmente, em pesquisa espontânea, os entrevistadores apenas perguntaram para moradores em quem eles votariam caso o pleito fosse realizado naquele momento.

Lula despontou como o candidato preferido do eleitorado, alcançando 32,52% de entrevistas em seu nome. Já Jair Bolsonaro vem em segundo lugar com 22,37% das intenções de voto. Na sequência, Ciro Gomes (PDT) aparece com 2,08% e ele é seguido por João Doria (PSDB), com 0,61%. Apesar de não ser candidato, Sérgio Moro (UB) obteve 0,37%, enquanto Felipe d'Avila (NOVO) encerra a lista com 0,24%. Outros candidatos somaram 0,12%. Os entrevistados que afirmaram que votariam em branco, nulo ou iriam se abster são 11,12%, enquanto os indecisos são 30,56%.

Quando as pessoas questionadas nas ruas são apresentadas aos atuais candidatos no pleito, o petista se encontra em posição que representaria uma vitória ainda no 1º turno se levados em consideração todos os votos válidos.

Ao todo, 41,44% revelaram a intenção de votar em Lula, enquanto o atual presidente, Jair Bolsonaro, chegou a 27,14% das intenções de votos. O pedetista Ciro Gomes ganha um pouco mais de fôlego na terceira posição, indo a 5,5%, enquanto João Doria sobe para 2,57%. Atrás deles estão André Janones (AVANTE), que possui 1,1% de entrevistas a seu favor, Simone Tebet (MDB), que alcançou a marca de 0,73%, Felipe D'Avila, com 0,37%, José Maria Eymael (DC) com 0,24%, enquanto Vera Lúcia (PSTU) fecha a lista com 0,12%. O número de entrevistados que afirmaram que votariam em branco, nulo ou iriam se abster, cai um pouco e chega a 10,64%. Os indecisos, neste cenário, representaram 10,15% dos entrevistados.


 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Ação da Receita Federal e da PF termina com 498 kg de cocaína apreendidas no Porto de Santos

A droga estava escondida em uma carga de açúcar

Praia Grande

Caminhada da Adoção pretende mobilizar pessoas e informar sobre o tema

Evento acontecerá no dia 10 de julho, na praia do Bairro Canto do Forte, em Praia Grande

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software