X

Política

'Ele é lobo em pele de cordeiro', diz Doria sobre França

O atual governador está veiculando anúncios associando Doria ao ditado popular, criticando-o por querer se descolar de seu passado

Folhapress

Publicado em 17/10/2018 às 14:37

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

No local para ato de campanha, Doria posou com uma faixa pregando o voto "BolsoDoria" / Roberto Casimiro/Estadão Conteúdo

"Estamos aqui, eu e meu vice, Rodrigo Garcia...", dizia João Doria ao gravar um vídeo para suas redes sociais em frente a um conjunto habitacional na zona leste de São Paulo.

"Vou votar no França", gritou um homem que passava de carro, obrigando o candidato do PSDB ao governo do estado a interromper o vídeo e começar de novo, na manhã desta quarta-feira (17).

No local para ato de campanha, Doria posou com uma faixa pregando o voto "BolsoDoria" e disse, no interior do condomínio, que seu adversário no segundo turno, Márcio França (PSB), é que "é um lobo em pele de cordeiro".

O atual governador está veiculando anúncios associando Doria ao ditado popular, criticando-o por querer se descolar de seu passado. A propaganda reúne vídeos da campanha do tucano a prefeito da capital em 2016, quando os dois eram aliados. Nos filmes de dois anos atrás, o tucano elogia o socialista.

"Eu que chamo ele de lobo em pele de cordeiro", disse Doria - que antes fez anúncios usando a mesma expressão para se referir a França, sob o argumento de que o adversário é esquerdista e alinhado ao PT de Lula.

"Até nisso ele é fraco, não tem criatividade", disse, sobre a repetição da frase pela candidatura do concorrente.

O ex-prefeito voltou a afirmar que o socialista apoia o ex-presidente Lula, se posicionou contra o impeachment de Dilma Rousseff (PT) e pediu licença da Prefeitura de São Vicente para coordenar em 2002 a campanha de Anthony Garotinho, "que já foi preso". "É um esquerdista disfarçado."

Um repórter quis saber: "Por que o senhor não levou isso em conta há dois anos, candidato?". Doria, que já encerrava a entrevista coletiva, saiu sem responder, ao mesmo tempo em que apoiadores ao redor puxaram aplausos.

Militantes exibiam nas roupas e nos carros adesivos em defesa do voto no ex-prefeito para o governo e no deputado Jair Bolsonaro (PSL) para a Presidência. "Nóis é caipira e BolsoDoria", dizia um dos cartazes.
Outros exibiam a expressão "Cristãos com BolsoDoria" e eram ilustrados com fotos do tucano e do militar reformado.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Parrilla Bom Beef Santos está com novidades no menu

Especializada em carnes de qualidade preparadas na brasa, a churrascaria do famoso açougueiro e empresário Netão, fica em Santos, no litoral de São Paulo

Nacional

Piranhas atacam 11 pessoas no interior de São Paulo

Os ataques aconteceram em Pereira Barreto, no interior de São Paulo

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter