Doria insinua que campanha de França produziu material apreendido em comitê tucano

Por ordem da Justiça Eleitoral, agentes da Polícia Federal fizeram uma operação no comitê de Doria no centro de São Paulo

Comentar
Compartilhar
19 OUT 2018Por Folhapress19h01
João Doria (PSDB) disse que o material de campanha sem CNPJ apreendido em seu comitê pode ter sido produzido pela equipe de Márcio França (PSB)João Doria (PSDB) disse que o material de campanha sem CNPJ apreendido em seu comitê pode ter sido produzido pela equipe de Márcio França (PSB)Foto: Divulgação/Fotos Públicas

O ex-prefeito de São Paulo João Doria (PSDB) disse nesta sexta (19) que o material de campanha sem CNPJ apreendido em seu comitê pode ter sido produzido pela equipe de Márcio França (PSB), seu adversário na disputa ao governo.

"Pode ter vindo até do outro lado isso. Não sei. Não estou acusando", disse Doria após o debate da TV Record, durante a tarde.

"Foram pacotes entregues lá (no comitê). Não estou acusando, estou dizendo que é uma possibilidade. Não temos necessidade nenhuma de fazer 2.000 adesivos em condição irregular a essa altura do campeonato."

Por ordem da Justiça Eleitoral, agentes da Polícia Federal fizeram uma operação no comitê de Doria no centro de São Paulo, pela manhã, para apurar a suspeita de produção irregular de material de campanha do candidato tucano ao governo paulista.

Doria disse que não sabia que existiam adesivos irregulares em seu comitê, mas que, apesar de a quantidade ser pequena, "não deveria ser feito".

Ele disse que orientou seu pessoal a não receber esse tipo de material.

França rebateu as insinuações. "Sabe aquela pessoa que faz uma coisa errada e fica apontando para o outro? Eles estão produzindo esse material como estão fazendo com tantas fake news", afirmou o governador.