Dilma: saída da crise requer foco de médio e longo prazo

"A saída definitiva da crise requer enfoque que não privilegia apenas o curto prazo. É imprescindível resgatar horizonte de médio e longo prazos em nossas avaliações", afirmou

Comentar
Compartilhar
24 JAN 201413h39

A presidente da República, Dilma Rousseff, afirmou nesta sexta-feira, durante discurso no Fórum Econômico Mundial, em Davos (Suíça), que a confiança é indispensável para que o mundo se recupere completamente da crise financeira global de 2008, "a mais profunda e complexa desde 1929", disse.

"A saída definitiva da crise requer enfoque que não privilegia apenas o curto prazo. É imprescindível resgatar horizonte de médio e longo prazos em nossas avaliações", afirmou a presidente.

Dilma disse ainda que mesmo que as economias desenvolvidas mostrem sua importância para a recuperação global, "os emergentes continuarão a desempenhar um papel estratégico". Segundo ele, são os emergentes os países com maior capacidade de investimento e consumo.

Para a presidente, "é apressada a tese segundo a qual economias emergentes serão menos dinâmicas". "Os emergentes serão dinâmicos porque têm grandes oportunidades", disse.

Dilma afirmou no Fórum Econômico Mundial, que a confiança é indispensável para que o mundo se recupere completamente da crise financeira de 2008 (Foto: Laurent Gillieron/AP/Estadão Conteúdo)