Dilma diz que não se manifesta sobre mensalão

Presidenta disse que não falará sobre o julgamento da Ação Penal 470, no qual dirigentes petistas foram condenados.

Comentar
Compartilhar
27 DEZ 201214h05

 A presidenta Dilma Rousseff disse nesta quinta-feira (27) que não se manifestará sobre o julgamento da Ação Penal 470, o processo do mensalão, no qual dirigentes petistas foram condenados, entre eles, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. “Não me manifesto sobre decisões de outro Poder. Não estaria contribuindo para a governabilidade desse país”, disse durante café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto.

“Não posso esquentar considerações, tomar atitudes que possam, de alguma forma, interferir no funcionamento desses órgãos”, acrescentou.

Dilma disse que, como presidenta da República, tem a prerrogativa de indicar ministros para preencher as cadeiras vagas no Supremo Tribunal Federal (STF), mas não tem ingerência sobre a atuação deles no tribunal. “Cada um vive sua vida”, disse, acrescentando que mantém a devida distância.

Em relação às manifestações de integrantes do Partido dos Trabalhadores (PT) em apoio a uma possível candidatura de Lula à Presidência em 2014, Dilma disse que não anteciparia o fim de seu mandato discutindo as próximas eleições. “Pretendo governar daqui a 2014 com absoluto empenho, como se fosse sempre o primeiro dia.”

A presidenta Dilma Rousseff toma café da manhã, nesta quinta-feira, com jornalistas setoristas do Palácio do Planalto. (Foto: ABr)