Dilma diz que Brasil terá crescimento “sistemático e sustentável”

Durante a entrega do prêmio Finep de Inovação, a presidenta que com o aumento da competitividade, o país deve dar um salto de crescimento.

Comentar
Compartilhar
20 DEZ 201212h06

A presidenta Dilma Rousseff disse nesta quarta-feira (19) que o Brasil terá um crescimento “sistemático e sustentável” nos próximos anos e voltou a defender investimentos em educação, ciência e tecnologia para aumentar a competitividade da economia nacional. Segundo Dilma, com o aumento da competitividade e a redução dos gargalos de infraestrutura, o país deverá dar um salto de crescimento.

“Estou certa de que, com tudo o que nós fizemos este ano, o Brasil vai ter um crescimento sistemático nos próximos anos. Sistemático e sustentável. Nós  estamos tratando dos principais gargalos depois de ter feito um processo que tirou milhões da pobreza”, disse a presidenta, durante a entrega do Prêmio Finep de Inovação.

Na avaliação de Dilma, o desafio de superar a pobreza extrema é tão importante quanto o de aumentar a produção de conhecimento e a aplicação prática da ciência em parceria com o setor produtivo.

O ministro de Ciência e Tecnologia, Marco Antônio Raupp, presidenta Dilma Rousseff, o premiado Marcelo Oliveira Marques, da Inatel, e o presidente da Finep, Glauco Arbix, durante cerimônia de entrega do Prêmio Finep de Inovação 2012. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr)

“Países que são jovens como o nosso, que têm desafios seculares a enfrentar e que são pressionados por demandas simultâneas – como é essa da agregação de valor, de produzir ciência, tecnologia e inovação e ao mesmo tempo ter que enfrentar o fato de que temos de tirar milhões da pobreza – têm de entender que a ponte entre essas duas questões está dada pela educação. A educação é a base  da produção em grande escala de tecnologia e inovação”, disse.

"Transformar conhecimento em invenção e invenção em aplicação pratica é requisito para uma produção competitiva com custo menor, maior qualidade e também requisito para um país como o nosso assegurar grau mais elevado de bem estar à sua população, de oportunidade de melhorar e dar um salto no sentido de qualidade ao trabalho e emprego ao Brasil", acrescentou.

O Prêmio Finep foi entregue a 13 empresas e instituições, distinguidas em nove categorias. Os vencedores foram selecionados entre 588 projetos inscritos, segundo o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.