Dilma bateria qualquer oponente no 2.o turno, indica CNT

No cenário contra o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), Dilma tem a maior vitória: 49,2% contra 17,5%. Antes, o resultado era, respectivamente, 42,1% contra 17,7%

Comentar
Compartilhar
07 NOV 201314h11

A pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT), em parceria com o MDA Pesquisa, divulgada nesta quinta-feira, 07, apontou que a presidente Dilma Rousseff venceria a corrida presidencial em 2014 no segundo turno contra quaisquer candidatos, aumentando sua vantagem contra seus adversários.

De acordo com a pesquisa, Dilma tem 45,3% das intenções de voto, contra 29,1% da ex-ministra Marina Silva em um eventual segundo turno entre as duas. Em setembro, na sondagem anterior, Dilma tinha 38,2%, contra 30,5% da Marina.

Quando o rival é o presidente do PSDB, o senador Aécio Neves (MG), Dilma seria reeleita com 46,6%, contra 24,2% do tucano. Na pesquisa anterior, Dilma tinha 39,6% e Aécio, 26,2%.

No cenário contra o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), Dilma tem a maior vitória: 49,2% contra 17,5%. Antes, o resultado era, respectivamente, 42,1% contra 17,7%.

De acordo com a pesquisa, Dilma tem 45,3% das intenções de voto, contra 29,1% da ex-ministra Marina Silva em um eventual segundo turno entre as duas (Foto: Denny Cesare/Futura Press)

Economia

A pesquisa apontou que 53,7% dos entrevistados se consideraram "muito preocupados" com a inflação. Aqueles que estão "pouco preocupados" são 29,1% e os não preocupados somam 15,5%. Em outra pergunta, o instituto verificou a preocupação dos brasileiros com o crescimento econômico.

Ao todo, 44,1% dos ouvidos se disseram "muito preocupados" com o crescimento da economia, 35,8% "pouco preocupados" e outros 16,9% não estão preocupados.

Foram entrevistadas 2.005 pessoas, em 135 municípios das cinco regiões do País, entre os dias 31 de outubro e 4 de novembro. A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais.