SEDUC

Dilma anuncia permanência de Luciano Coutinho na presidência do BNDES

No cargo desde 2007, quando assumiu em substituição a Demian Fiocca, ele foi escolha pessoal do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Comentar
Compartilhar
19 FEV 201519h22

O Palácio do Planalto anunciou na tarde desta quinta-feira, 19, que Luciano Coutinho seguirá na presidência no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). "A presidenta Dilma Rousseff convidou o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, a permanecer no cargo. O convite foi aceito", diz o curto texto divulgado pela Presidência. O convite foi feito nesta quinta.

No cargo desde 2007, quando assumiu em substituição a Demian Fiocca, que por sua vez havia substituído Guido Mantega, que fora para o Ministério da Fazenda, Coutinho foi escolha pessoal do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Coutinho chegou a ser cotado para a presidência da Petrobras, em uma solução emergencial depois da renúncia coletiva da direção da empresa, no início deste mês. Aldemir Bendine, que era presidente do Banco do Brasil, terminou por ser indicado pela presidente Dilma para a estatal - antes, ele mesmo havia sido cogitado para substituir Coutinho.

Economista com doutorado pela universidade americana de Cornell, Coutinho não é oficialmente ligado a nenhum partido, mas foi peemedebista e já esteve filiado ao PSB. Hoje tem relação estreita com o PT.

Luciano Coutinho permanece na presidência do BNDES (Foto: Agência Brasil)