Defesa pede ao STF que Genoino seja transferido para São Paulo

O ex-presidente do PT e deputado federal foi condenado a pena inicial de quatro anos e oito meses de prisão na Ação Penal 470, o processo do mensalão

Comentar
Compartilhar
19 NOV 201317h52

A defesa do ex-presidente do PT e deputado federal José Genoino (SP) pediu hoje (19) ao Supremo Tribunal Federal (STF) que ele seja transferido para São Paulo. Genoino apresentou-se à Polícia Federal, na capital paulista, na sexta-feira (15), mas foi transferido para Brasília com os outros réus que tiveram as prisões decretadas pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa.

Genoino foi condenado a pena inicial de quatro anos e oito meses de prisão na Ação Penal 470, o processo do mensalão. Em outra petição, a defesa do parlamentar também pediu ao Supremo para que ele cumpra a pena em regime domiciliar.

A defesa do ex-presidente do PT e deputado federal José Genoino pediu STF que ele seja transferido para São Paulo (Foto: Agência Brasil)

A defesa de Genoino alega que ele não tem condições de permanecer em uma penitenciária por ter feito uma cirurgia cardíaca, em julho, além de ter passado mal durante o voo da Polícia Federal que trouxe para Brasília os réus que estavam em São Paulo e Belo Horizonte.

Em parecer enviado hoje (19) ao STF, a Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu que uma junta médica composta por três médicos faça a avaliação clínica de Genoino (PT-SP).