Defesa de Dirceu promete usar 'todos recursos cabíveis'

"Preciso examinar o término do acórdão, mas quero dizer o seguinte: todos os recursos cabíveis para demonstrar a licitude da postura do meu cliente serão tomados", afirmou o advogado de ex-ministro

Comentar
Compartilhar
14 NOV 201316h07

O advogado do ex-ministro José Dirceu, José Luiz de Oliveira Lima, afirmou nesta quinta-feira, 14, que adotará as medidas cabíveis para provar a "licitude da postura" de seu cliente, condenado por envolvimento no mensalão. Nessa quarta, 13, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou a execução das penas dos condenados.

Lima assegurou que Dirceu respeitará a decisão, que deve ser detalhada na sessão desta quinta-feira da Corte. O ex-ministro e outros integrantes da cúpula petista vão começar a cumprir as penas em regime semiaberto, já que o STF ainda precisa julgar os recursos para o crime de formação de quadrilha. Ainda não há data para as prisões ocorrerem. "Lógico que há indignação dele e da defesa", disse o advogado em entrevista à Rádio Estadão.

Na visão de Lima, os ministros "fecharam os olhos" para as provas de seu cliente. "Preciso examinar o término do acórdão, mas quero dizer o seguinte: todos os recursos cabíveis para demonstrar a licitude da postura do meu cliente serão tomados", afirmou.

O ex-ministro está na região de Itacaré, no litoral sul da Bahia, onde descansa com a família.

O ex-ministro e outros integrantes da cúpula petista vão começar a cumprir as penas em regime semiaberto, já que o STF ainda precisa julgar os recursos para o crime de formação de quadrilha (Foto: Divulgação)