X
Política

Defesa de Cunha faz ofensiva para que STF julgue habeas corpus

O ex-deputado foi condenado a 15 anos e quatro meses de reclusão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas

Advogados de Cunha afirmam que a sentença de Sergio Moro desta quinta não agrega novos elementos à decisão / Agência Brasil

A defesa do ex-deputado Eduardo Cunha deflagrou já na quinta-feira (30) uma ofensiva para tentar viabilizar que o habeas corpus do ex-deputado seja julgado pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

Em pedido à corte, os advogados de Cunha afirmam que a sentença de Sergio Moro desta quinta não agrega novos elementos à decisão de prisão preventiva do peemedebista.

Cunha foi condenado a 15 anos e quatro meses de reclusão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Os novos fatos incluídos por Moro na decisão devem ser usados pelo Supremo como argumento para que a corte deixe de analisar o habeas corpus, que atacava o decreto prisional anterior.

O ministro Edson Fachin já usou argumento semelhante para nega, por exemplo, a viabilidade de um habeas corpus de José Dirceu.

No caso de Cunha, Moro cita como fato novo a relação de perguntas encaminhadas pelo peemedebista ao presidente Michel Temer.

"Agregam-se aqui, portanto, novos fatos à prisão preventiva anteriormente decretada. O condenado buscou intimidar e constranger o Exmo. Sr. presidente da República e com isso buscar alguma espécie de intervenção indevida."

Para a defesa do peemedebista, "não há inovação ou agregação".

"Trata-se de tentativa lamentável de inviabilizar o exercício da jurisdição" do Supremo, escrevem os advogados.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Santos anuncia manutenção de ingressos a preços populares no Campeonato Paulista

Os preços dos bilhetes inteiros vão ser mantidos a partir de R$ 40,00, com a possibilidade da meia entrada a R$ 20,00 para quem dispõe do desconto para arquibancada, geral e cadeiras cativas

Cotidiano

São Vicente cria 'cápsula do tempo' com cartas que serão abertas daqui há 10 anos

Vídeo conta com personagens vicentinos e o que eles esperam para quando a Cidade completar 500 anos

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software