Coreia do Sul pode eleger primeira presidenta

De acordo com a última pesquisa de opinião, a disputa entre Park Shing-hee e Geun-hye e Jae-in está acirrada.

Comentar
Compartilhar
19 DEZ 201211h46

Mais de 40 milhões de eleitores devem ir, nesta quarta-feira (19), às urnas na Coreia do Sul para a escolha do novo presidente da República. Há 13.542 colégios eleitorais em todo o país. A disputa está polarizada entre a conservadora Park Geun-hye e o liberal Lua Jae-in. Se eleita, Geun-hye será a primeira mulher a governar a Coreia do Sul.

Park Geun-hye é filha do ex-presidente Park Shing-hee (1963-1979), apontado por especialistas como ditador. Segundo as últimas pesquisas de opinião, a disputa entre Geun-hye e Jae-in está acirrada. Pelas pesquisas, a filha do ex-presidente conta principalmente com o apoio dos eleitores mais velhos.

O atual presidente da Coreia do Sul, Lee Myung-bak, é alvo de críticas por parte dos eleitores, que reclamam de problemas na área econômica. "Eu quero um presidente que melhore a vida das pessoas comuns, pois o país está em uma situação muito difícil”, disse Bae Young-ae, de 66 anos, dono de um supermercado.

Nas campanhas, Geun-hye e Jae-in disseram que vão melhorar as condições econômicas no país, dando mais poder de compra aos consumidores e apoio às pequenas e médias empresas. Porém, eles divergem sobre as medidas que devem ser adotadas