Controladoria Geral de Praia Grande será dirigida por Reinaldo Bruno

O nome do novo secretário, da pasta recém-criada, foi anunciado pelo prefeito eleito Alberto Mourão na tarde desta segunda-feira (17).

Comentar
Compartilhar
17 DEZ 201219h10

A Controladoria Geral do Município (CGM), criada pela reforma recentemente aprovada pela Câmara de Praia Grande, será comandada pelo advogado Reinaldo Moreira Bruno, atual secretário Geral do Gabinete. O anúncio da escolha foi feito no início da tarde desta segunda-feira (17) por Alberto Mourão, prefeito eleito e diplomado.

Com 54 anos de idade, casado e pai de uma filha, Reinaldo Bruno está no serviço público desde 1981. Começou na Câmara, acompanhando Mourão desde o início de sua vida pública como vereador, em 1983. É advogado formado pela Universidade Católica de Santos (UniSantos), especialista em Administração Pública e Governo, mestre em Direitos Difusos e Coletivos e doutorando em Direito Político e Economia, pelo Mackenzie.

Moreira Bruno tem larga experiência no Executivo: já foi secretário de Recursos Humanos, Administração, Educação e, em três mandatos consecutivos, secretário-geral do Gabinete do Prefeito. Sobre sua indicação, acredita que contou sua vivência na Administração Pública. Já em relação aos desafios da pasta que assumirá a partir de  1º de janeiro, ele explica que deverá ser “construído um modelo”, já que, até os dias atuais, secretaria similar não existe em nível municipal. “Mourão já falava em campanha, bem antes da normatização da área, sobre a necessidade de controles interno e externos”.

O futuro secretário explica que o controle externo das ações do Município é exercido por órgãos como o Tribunal de Contas, o Ministério Público e pelo próprio cidadão. “A institucionalização da pasta vai exigir a construção de um novo sistema, para o qual ainda não há uma receita”.

Bruno considera que a secretaria tem, como mais inovador e estimulante, a meta de atuar na prevenção, “ou seja, controlar para que as ações administrativas sejam materializadas da melhor forma possível para o cidadão, dentro do princípio da economicidade e potencializando os poucos recursos disponíveis”.

Reinaldo Bruno é advogado formado pela Católica Unisantos, especialista em Administração Pública e Governo, mestre em Direitos Difusos e Coletivos e doutorando em Direito Político e Economia, pelo Mackenzie. (Foto: Divulgação)