CNN Brasil rescinde contrato de Alexandre Garcia por defesa do kit Covid

Jornalista, de 80 anos, era comentarista do quadro Liberdade de Opinião, do programa Novo Dia

Comentar
Compartilhar
24 SET 2021Por Folhapress20h24
O jornalista Alexandre Garcia ainda não se pronunciou sobre a saída da CNN BrasilO jornalista Alexandre Garcia ainda não se pronunciou sobre a saída da CNN BrasilFoto: Reprodução/CNN Brasil

A CNN Brasil anunciou nesta sexta-feira (24) que decidiu rescindir o contrato de Alexandre Garcia, 80, que era comentarista do quadro Liberdade de Opinião, do programa Novo Dia. Em comunicado, o canal informa que pesou o fato de o jornalista ter defendido no ar tratamentos sem eficácia comprovada contra a Covid.

"A decisão foi tomada após o comentarista reiterar a defesa do tratamento precoce contra a Covid-19 com o uso de medicamentos sem eficácia comprovada", diz comunicado. A emissora diz que o quadro dele continuará no ar, mas não diz quem será seu substituto.

O texto distribuído pela assessoria de imprensa do canal também diz que a CNN Brasil "reforça seu compromisso com os fatos e a pluralidade de opiniões, pilares da democracia e do bom jornalismo". O jornalista ainda não se pronunciou.

No programa da manhã desta sexta-feira, Alexandre Garcia afirmou que "remédios sem eficácia comprovada salvaram milhares de vidas". O comentário foi feito enquanto ele falava das denúncias contra a operadora de saúde Prevent Senior, alvo de investigações no MP, na Polícia Civil e na CPI da Covid.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp: https://bit.ly/diariodolitoral
Mantenha-se bem informado.

A empresa supostamente pressionou seus médicos conveniados a tratar pacientes com substâncias do "kit covid", como a cloroquina.

"Essa questão de eficácia comprovada a gente só vai saber daqui uns três anos", argumentou Garcia. "Agora tudo é tudo é experimental."

Ao final do quadro, a apresentadora Elisa Veeck desmentiu Garcia. "A CNN ressalta que não existe um tratamento precoce comprovado cientificamente para prevenir a Covid-19", disse. "O que a ciência mostra é que a prevenção, com o uso de máscaras e a vacinação, são as únicas maneiras de combater a pandemia."

Ela também reforçou que as opiniões dos comentaristas não refletiam a posição da emissora.