Câmara vota reajuste dos servidores hoje

De acordo com o Sindicato, o salário base da categoria sobe para R$ 575,58

Comentar
Compartilhar
07 FEV 201322h34

O projeto de lei do Poder Executivo que concede reajuste de 6% sobre o salário dos servidores municipais de Guarujá será votado na Câmara Municipal, nesta sexta-feira, a partir das 18 horas, em sessão extraordinária.

Segundo o Sindicato dos Funcionários Públicos da Prefeitura de Guarujá, a proposta do Executivo foi aceita pela maioria dos servidores, por votação, em assembléia realizada na última quinta-feira.

Além do reajuste salarial, o projeto propõe aumento no valor do auxílio alimentação que passará a ser de R$ 200, além de manutenção do abono com reajuste para R$ 150.

De acordo com o Sindicato, o salário base da categoria sobe para R$ 575,58. Até a realização da assembléia, na última quinta-feira, foram quatro rodadas de negociações entre o sindicato e a comissão de negociação da Prefeitura para chegarem a um consenso par ao reajuste salarial e dos benefícios para a categoria. “Considero um grande avanço o compromisso da administração em quitar os passivos trabalhistas do servidor público municipal, neste exercício.

Segundo o secretário de municipal de Administração e Gestão de pessoas este passivo era de R$ 8 milhões, sendo que R$ 2 milhões desses já foram pagos até o momento. Com relação aos índices de reajuste propostos, a discussão foi intensa para que realmente o servidor visse revertidos seus anseios em dinheiro no bolso”, declarou a presidente do sindicato Márcia Ruth Daniel Augusto, no último dia 15, véspera da assembléia.

“Também ficou acordado na negociação, a manutenção do grupo de discussões composto por sindicato e comissão de servidores para discussão da reposição das perdas entre outras questões que abrangem os diversos setores da Prefeitura, o que permitirá maior agilidade na resolução de questões que em outras situações seriam reservadas as mesas de negociação”, conclui Márcia Ruth.

Salário base

O menor salário pago pela Prefeitura hoje é de R$ 543, acrescido do auxílio alimentação de R$ 150 e abono de R$ 100, o que totaliza R$ 793. Com os reajustes propostos o salário sobe para R$ 575,58, além dos benefícios de auxilio alimentação (R$ 200) e abono (R$ 150) o que totaliza R$ 925,58.