Câmara homenageia ex-deputados cassados no regime militar

O Legislativo fica na Praça Mauá, s/nº, no Centro de Santos

Comentar
Compartilhar
13 MAR 201320h33

A Câmara Municipal de Santos promoverá nesta sexta-feira, às 19 horas, na Sala Princesa Isabel, ato público em homenagem aos ex-vereadores e deputados Nelson Fabiano Sobrinho e Marcelo Gato, em razão dos 30 anos da cassação de seus mandatos e suspensão de seus direitos políticos. O Legislativo fica na Praça Mauá, s/nº, no Centro de Santos.

A homenagem foi iniciativa do vereador Braz Antunes Mattos (PPS). Segundo ele, a láurea tem por objetivo fazer com que as pessoas não se esqueçam dos atos arbitrários cometidos  durante o período da ditadura militar e fazer com que os mais jovens tenham consciência do que foi o regime militar a partir dos depoimentos de políticos da época. Afirmou que apesar dos escândalos políticos que o Brasil enfrenta hoje, a democracia representativa ainda é o melhor regime de governo.

“Melhor o parlamento do que a ditadura”, declarou o ex-deputado Nelson Fabiano. Segundo Fabiano, deverão estar presentes no evento, o prefeito de Santos, João Paulo Tavares Papa; o presidente nacional do PPS, Roberto Freire, deputados federais Alberto Goldman (PSDB), Aloízio Nunes Ferreira (PSDB) e João Herrmmann Neto (PDT), entre outros.

Marcelo Gato e Nelson Fabiano foram cassados pela ditadura militar em 5 de janeiro de 1976, por denunciarem crimes de tortura. Na época, Gato era deputado federal e presidente do Sindicato dos Metalúrgicos. Fabiano era deputado estadual. Ambos eram do MDB e se elegeram vereadores da Câmara santista no mesmo pleito eleitoral.