X
Política

Cadeirante cobra Doria e afirma que prefeito 'finge' acessibilidade em SP

A cobrança aconteceu durante a entrega das obras de revitalização do viaduto Santa Ifigênia, no centro de São Paulo

Em fevereiro deste ano, o prefeito percorreu cem metros em uma cadeira de rodas para testar a acessibilidade de uma calçada durante um mutirão na zona norte / Reprodução/YouTube

Uma cadeirante cobrou o prefeito João Doria (PSDB) durante a entrega das obras de revitalização do viaduto Santa Ifigênia, no centro de São Paulo, na manhã desta terça-feira (21).

Segundo ela, São Paulo não oferece condições de acessibilidade a pessoas com deficiência física e o prefeito 'fingiria' o contrário.

As imagens do episódio foram veiculadas pelo "SP 1", da Rede Globo.

Ao cumprimentar a mulher, Doria perguntou-lhe se estava tudo bem com ela e recebeu a seguinte resposta:
"Não. Sabe por quê? Porque é linda a escada, maravilhosa, só não tem acessibilidade para o cadeirante. É muito bom o senhor sentar numa cadeira de rodas num lugar que é plano e fingir que tem acessibilidade, mas aqui não tem. Para chegar aqui foi muito complicado, eu quase fui atropelada", disse a mulher.

Em fevereiro deste ano, o prefeito percorreu cem metros em uma cadeira de rodas para testar a acessibilidade de uma calçada durante um mutirão na zona norte.

Procurada, a prefeitura ainda não comentou o ocorrido.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

São Vicente

Justiça suspende venda do Golf Clube vicentino a pedido do MP

Juiz suspendeu assembleia do patrimônio tombado que aguardava apenas decreto regularizando decisão de Conselho

Santos

Santos 476 anos: 'Estamos aqui, e estamos todos juntos', afirma Adilson Junior

Presidente da Câmara dos Vereadores fala sobre dificuldades com a pandemia e a esperança de dias melhores aos santistas

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software