X
Política

Cadastro para vacinação de crianças de 5 a 11 anos já está aberto em SP, diz Doria

Governador João Doria anunciou uma série de novas informações e recomendações sobre o combate a pandemia do coronavírus no estado de São Paulo

Doria / Divulgação/Governo do Estado

Em coletiva de imprensa no início da tarde desta quarta-feira (12), o governador João Doria (PSDB) passou uma série de novas informações e recomendações sobre o combate a pandemia do coronavírus no estado de São Paulo.

Segundo ele, a partir desta quarta as crianças de 5 a 11 anos já poderão ser cadastradas pelos pais ou responsáveis no sistema Vacina Já, do Governo de São Paulo, para serem imunizadas.

“Temos 4,3 milhões de crianças nessa faixa etária para serem atendidas pelo programa estadual de imunização. Já imprimimos e distribuímos 4,5 milhões de carteirinhas de vacinação para esse público. Além disso, preparamos e treinamos os profissionais que farão a logística dos mais de 5 mil pontos de vacinação, além de 268 escolas públicas estaduais que também estarão presentes na imunização de crianças entre 5 e 11 anos”, disse Doria.

O pré-cadastro é opcional e não é um agendamento, mas agiliza o atendimento nos locais de imunização. Para cadastrar os filhos, os pais ou responsáveis devem acessar vacinaja.sp.gov.br, clicar no botão “Crianças até 11 anos” e preencher o formulário on-line.

É estimado que cerca de 250 mil crianças sejam vacinadas por dia no Estado.

Testes rápidos

Na coletiva, o tucano também disse que São Paulo comprou mais 2 milhões de testes rápidos contra a Covid, depois de várias reclamações de falta de testes em cidades paulistas.

“São Paulo liberou R$ 12 milhões para a aquisição de mais 2 milhões de testes rápidos que estarão disponíveis na rede até fevereiro. Os testes funcionam como uma bússola para diagnóstico rápido e ação efetiva para controle da doença”, disse Doria

Os testes, que tiveram investimento de R$ 12 milhões, têm grau de efetividade de 98% e o resultado sai em 15 minutos. 

Eventos

O governador ainda recomendou que os organizadores de eventos públicos estejam mais atentos às medidas de contenção da propagação do coronavírus.

Segundo ele, eventos, shows e atividades esportivas devem seguir medidas rígidas de controle sanitário. Não haverá restrições de funcionamento para estabelecimentos dos setores de comércio e serviços.

Há ainda recomendação específica para que as prefeituras de todo Estado reduzam em 30% a capacidade de público em eventos esportivos, musicais e atividades em geral que possam provocar aglomerações. Cada município possui autonomia para editar regras de restrição, de acordo com a realidade local.

"Após a constatação de uma alta de casos do coronavírus, o governo decidiu recomendar que organizadores de eventos públicos, especialmente musicais e esportivos, para que reforcem medidas preventivas para evitar a disseminação da Covid", disse Doria.

*Sob orientação de Bruno Hoffmann

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Caçada a Cupertino teve campana em velório e fuga em caminhão de melancia

Polícia Civil usou um leque variado de estratégias de investigação na caçada do empresário acusado de matar o ator de Chiquititas Rafael Miguel e os pais

Esportes

Palmeiras bate Juventude fora e encosta no topo do Brasileirão

Com um futebol eficiente, o time paulista fez dois gols no primeiro tempo, o terceiro nos acréscimos da etapa final

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software