Bolsonaro minimiza retirada da capitalização da reforma da Previdência

As declarações foram feitas a jornalistas após cerimônia de hasteamento da bandeira nacional

Comentar
Compartilhar
18 JUN 2019Por Folhapress12h05
Bolsonaro disse que entende as alteraçõesFoto: Wilson Dias/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) minimizou nesta terça-feira (18) a retirada da capitalização do texto da reforma da Previdência ao repetir que a Câmara tem legitimidade para mudar o projeto.

As declarações foram feitas a jornalistas após cerimônia de hasteamento da bandeira nacional, na manhã desta terça. Bolsonaro disse que gostaria que tudo que foi proposto pelo governo fosse acolhido, mas que entende as alterações.

"Nós gostaríamos que tudo que propusermos fosse acolhido, mas sabemos que a Câmara tem legitimidade para alterar. Se não for acolhido, o governo prossegue", afirmou.

A criação de um sistema de capitalização para aposentadorias no país foi defendida fortemente pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e constava na versão entregue ao Congresso em fevereiro.

A proposta, contudo, foi retirada do texto pelo relator do projeto, Samuel Moreira (PSDB-SP) na semana passada. O relatório elaborado pelo tucano deve ser submetido a votação nesta terça em comissão especial da Câmara.

"O Guedes, assim como Rodrigo Maia, ambos podem criticar. Não vejo problema nenhum em criticar. Sem problema nenhum, ouço as críticas de todo mundo", afirmou.

Colunas

Contraponto