X

Política

Bolsonaro diz que lutará para desfazer alteração do whatsapp que combate as 'fake news'

Em agosto de 2018, o WhatsApp começou a limitar o encaminhamento de mensagens para até 20 pessoas em uma política de combate de "fake news".

Folhapress

Publicado em 13/10/2018 às 17:45

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Jair Bolsonaro (PSL) quando ainda se recuperava no hospital. / Divulgação

Em transmissão ao vivo feita em suas redes sociais nesta sexta-feira (12), Jair Bolsonaro (PSL) disse que, caso seja eleito presidente, fará com que volte a ser permitido encaminhar textos, fotos e vídeos para mais de 200 pessoas simultaneamente.

Em agosto de 2018, o WhatsApp começou a limitar o encaminhamento de mensagens para até 20 pessoas em uma política de combate de "fake news".

"Quem não ficou chateado quando o WhatsApp aqui, dizendo que era para combater crime de ódio, em vez de você passar 200 mensagens passou para 20? Vamos lutar para que volte ao que era antes", disse Bolsonaro, acompanhado de Luiz Philippe de Orleans e Bragança, recém-eleito deputado federal pelo PSL.

Na transmissão, Bolsonaro também disse que não está batendo de frente com o economista Paulo Guedes e que eles concordam em "90% das coisas". Recentemente, Bolsonaro apontou restrições às privatizações de Eletrobras e Petrobras, gerando reação negativa do mercado.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Indenização

Morte de paciente gera nova condenação contra a Casa de Saúde de Santos

Desta vez, a decisão foi concedida na terça (20) após a instituição ter recorrido do veredicto anterior

Diário Mais

Saiba mais sobre o Holocausto, que não matou apenas judeus

Muitas pessoas acreditam que o grupo extremista de Hitler matou apenas judeus

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter