Bolsonaro considerou normal declaração sobre disseminação de conteúdo

Facebook e Twitter informaram ao TSE que não receberam da campanha

Comentar
Compartilhar
14 NOV 2018Por Agência Brasil00h30
Jair Bolsonaro disse que considerava 'normal' as respostas transmitidas pelas empresasJair Bolsonaro disse que considerava 'normal' as respostas transmitidas pelas empresasFoto: Divulgação/Fotos Públicas

O presidente eleito Jair Bolsonaro disse hoje (13) que considerava “normal” as respostas transmitidas pelas empresas de mídias sociais à Justiça Eleitoral, informando que sua campanha não pagou pela disseminação de conteúdo. Ele negou ter tratado sobre o tema com a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Rosa Weber, durante visita nesta tarde.

“Não conversei sobre isso”, disse o presidente eleito. “Nunca impulsionei nada. A notícia plantada foi para me prejudicar”. No jargão jornalístico, notícia plantada é aquela sem sustentação de fatos nem dados.

As respostas do Facebook e Twitter foram transmitidas após o ministro do TSE Luís Roberto Barroso, relator da prestação de contas de Bolsonaro, solicitar as informações às empresas, especificamente sobre eventual pagamento pelo impulsionamento de conteúdo.

Facebook, Instagram e Twitter também informaram que poderiam fornecer informações de páginas e contas, além das páginas oficiais registradas no TSE.