Bili vai abrir auditoria em São Vicente

Além disso, o novo prefeito anunciou em cerimônia de posse que vai demitir 600 comissionados.

Comentar
Compartilhar
02 JAN 201310h26

Confirmando sua característica de soltar frases de efeito e criticar os 16 anos do governo Márcio França, o prefeito Luis Cláudio Bili (PP) não deixou por menos e, minutos antes de tomar posse, exatamente às 20h05 desta terça-feira (2), no Centro de Convenções de São Vicente, disse que fará uma auditoria na Prefeitura e que, em sete dias, pretende pagar os salários e abonos atrasados dos servidores, pondo fim a uma greve que deve dificultar seus primeiros dias de mandato.

“Eu já comecei a trabalhar hoje (ontem), às 7 horas, numa ação no bolsão de estacionamento da Praia do Itararé, a Maternidade Municipal e outros equipamentos. Vou providenciar uma auditoria e eles (administradores anteriores) vão responder por tudo que fizeram de errado. A cidade sairá de um ciclo vicioso para um virtuoso”, declarou, acreditando que, em abril, São Vicente “estará respirando um novo momento”.

O prefeito disse que hoje assinará 450 exonerações. Também disse que solicitou a exoneração de mais 150 da Companhia de Desenvolvimento de São Vicente (Codesavi). “Portanto, já começamos com 600 cargos comissionados a menos. Pretendo chegar a mil exonerações, fora o desligamento de organizações não-governamentais (ONGs) que não prestavam serviços decentes à sociedade”, revelou o prefeito, que acredita que a máquina pública, ao final, ficará sem cerca de dois mil comissionados.

Além de enxugar a máquina, Bili voltou a enfatizar que diminuiu o número de secretarias. De 34 do governo Tércio Garcia para 17 do atual governo. “Vou cortar celulares e carros oficiais. Eu mesmo não tenho mais carro oficial. Só teremos ambulâncias, máquinas e caminhões abastecendo. Também não teremos 30 regionais para 26 bairros. Esse tipo de capitania hereditária acabou”.

Sobre a oposição, disse que não teme, pois acredita que os vereadores são responsáveis e conscientes desse novo momento da Cidade. “Eles vão me ajudar a conduzir os destinos da Cidade”. 

Além de Bili e do vice-prefeito João da Silva, tomaram posse os 15 vereadores eleitos, sendo a mesa diretora formada por Fernando Bispo da Silva (presidente); Rafael Barreto (vice); Alfredo Moura (1º secretário) e Eronaldo de Oliveira – Ferrugem (2º secretário). Os demais vereadores são: Alfredo Martins; Carlos Eduardo de Oliveira (Doutor Eduardo); Diogo Batista; Gilberto Rampon (Gilberto do Laboratório); Juracy Francisco de Jesus (Jura); Marcelo Correia; Nicolino Bozzella Júnior; Paulo Humberto Lacerda (Paulinho Alfaiate); Pedro Gouveia; Perivaldo Santana (Perivaldo do Gás) e Roberto Rocha.